Fazendo Belices » Arquivo Será que Arquitetura é o curso certo pra mim? - Fazendo Belices
Voltando ao youtube e ao blog! \o/
Os dramas do Desafio Méliuz
Visto hoje às 19:45

Em 23 de setembro de 2013
vida category image

O meu problema na coluna só me faz perguntar se ser arquitetura é a profissão correta pra mim. Eu parei pra pensar e percebi que sinto muito mais dor na coluna quando fico projetando e fazendo maquetes. Essas coisas são as que me fazem ficar mais tempo parada na mesma posição (sentada, obviamente) e, por mais que eu esteja com a postura correta, depois de algumas horas dói muito e esses trabalhos de faculdade exigem muitos dias – e muitas horas em cada um desses dias – de execução. Além disso, projetar () é a coisas com que vou trabalhar e fazer a vida toda se me formar como arquiteta.

“Mas, Bela, você não está exagerando?” Você pode estar pensando que é exagero mas quando se sente muita dor fazendo algo aquilo deixa de ser prazeroso. Faz pouco mais de um ano que tenho sentido essa dor nas costas e desde então eu tenho estado desanimada com o fato de ir à faculdade e fazer a os trabalhos, já que sinto que vou sentir muita dor.

“Mas, Bela, você já não está em tratamento e fortalecendo os músculos das costas pra parar de doer?” Sim, eu estou, mas meu ortopedista já disse que meu problema é crônico, que a dor dura de três meses a um ano (em tratamento contínuo) e que, mesmo depois de ter passado, a dor pode voltar a me atormentar durante a vida, principalmente com aqueles movimentos repetitivos – no caso, ficar horas sentada por vários dias seguidos – que faziam a dor aparecer antes.

Por causa desses motivos, percebi que não dá pra eu trabalhar com algo que me faça sentir dores intensar, então eu pensei em mudar. Mas que curso escolheria?
Talvez outra coisa ainda em Artes. Mas meu problema não seria resolvido, passaria muito tempo desenhando também. Dança então, já que eu amo dançar. É, eu poderia tentar entrar pra dança na UFRJ, mas não me vejo trabalhando com dança, apesar de amar. Então Letras, eu gosto de Letras. Eu gosto… mas não gostaria de ser professora, a ideia de falar na frente de várias pessoas – mesmo que crianças – me assusta muito. Então eu pensei: “Meu pai é dentista, minha mãe trabalha com ele como assistente, meu irmão faz medicina, meus tios por parte de pai são todos da área da saúde, meu avô era médico e dentista, até meu namorado quer fazer odontologia!” Esses fatos me inclinaram a ir pra área da saúde – talvez odontologia ou psicologia -, mesmo não sendo a pessoa que mais ama biologia do mundo. E eu realmente já cogitei fazer odontologia, quando tinha 12 ou 13 anos (Ou será que era 14?), eu estava convicta de fazer isso da minha vida, mas eu sempre fui mais inclinada pras artes e sempre fui encantada com Arquitetura, por isso acabei escolhendo esse curso. E eu realmente gosto de Arquitetura, mas há muito tempo virou “Arquitortura” pra mim (perdão pelo trocadilho). Percebi que posso, sim, continuar a ser artista, a amar arquitetura, a ler livros sobre o assunto, a estudar línguas, a fazer dança, a amar física e matemática, sem a necessidade de me graduar em todas essas coisas.

Aí depois de ter “decidido” mudar de curso (Na verdade não decidi nada ainda, mas finge que sim.), eu teria que voltar a estudar as matérias do Ensino Médio. Depois de dois anos na faculdade não lembro mais de nada, teria que fazer um curso Pré-Vestibular de novo e seria um choque bem grande voltar a essa rotina de novo (Vida de vestibulando não é fácil não!), isso dá uma desanimada HARD.

Obviamente isso é só um desabafo aqui no blog. Pode ser que eu desista dessa ideia de mudar de curso e continue na Arquitetura. Pode ser também que eu faça tudo isso que pensei e seja mega feliz sendo dentista – ou psicóloga. Pode ser também que meu pai não goste nada da ideia de eu mudar de curso e me tranque numa jaula pra sempre e eu só possa comer mingau (Se eu sumir, já sabe.) 

Ainda tenho até o ano que vem pra decidir, quando decidir, talvez publique aqui (É bom desabafar aqui.) No momento minha cabeça tá confusa, eu tenho mil coisas em mente, algumas completamente sem nexo e algumas até razoáveis, então até 2014 eu me decido (Assim espero!)

Beijos,

Assinatura blog







anon 24-09-2013

Mas Bela, psicologos e dentistas tb passam muito tempo sentados, como vc lidaria com esse fato? Na arquitetura existem vários outros ramos como restaurar patrimônios ou estudar para docência, até mesmo vender projetos pré fabricados como existem por aí…

Responder
belahanajima 24-09-2013

Mas é muito diferente. O tempo de trabalho é de, no máximo, 8h, quando o de um arquiteto projetando passa no mínimo 8h sentado na mesma posição todo dia projetando. Psicólogos e Dentistas passam sim muito tempo sentados também, mas é em uma posição menos incômoda (no caso dos psicólogos, muito menos incômoda que de dentistas) e demoram pouco tempo entre um paciente e outro, então podem esticar as pernas e descansar. E nos meus anos todos que faltam de faculdade eu passaria muito mais que 8h por dia sentada fazendo o tanto de trabalhos que tem pra fazer…

Responder
Anon 25-09-2013

Então tenta fazer o vest.pra um dos dois, vai q de repente né…

Responder
belahanajima 25-09-2013

Sim, é o que farei,.

Responder
Bia 15-10-2013

Olha eu estive em uma situação parecida com a sua… mas larguei arquitetura agora no meio do ano e olha, nao tem sido nada fácil. Por mais que o curso tenha todas as suas dificuldades (para mim era a de me expressar e de me sentir segura com o que eu estava propondo, ou seja, nao me acho nada criativa). É dificil porque passamos tantos anos só pensando naquilo, batalhamos tanto pra entrar… mudar nao é nada fácil. Eu estou cogitando prestar eng. de produção ou economia, faria qualquer um dos cursos mas o fato é que algo fez voce escolher arquitetura. Eu pelo menos, sinto uma falta enorme de me sentir arquiteta. Eu cursei em uma partiicular e depois em uma publica, em ambos 6 meses e realmente agora me sinto sem chão com frequencia. Quanto ao cursinho, se resolver realmente mudar, considere uma transferência. Voltar para o cursinho nao é nada fácil, é PESSIMO, principalmente depois que voce conhece a faculdade. Desculpa pelo comentário tão longo, mas acabei desabafando tambem.

Responder
belahanajima 15-10-2013

Não posso pedir transferência pra áreas distintas, então vou ter que fazer curso de novo sim.
Eu entendo completamente como se sente e também tenho esse problema com me expressar, mas, apesar de amar arquitetura, tenho que pensar na minha saúde primeiro sempre…

Responder
Catiele Rodrigues 03-11-2014

Estou no segundo semestre de odontologia, e, pra falar nem a verdade, muitas vezes acho que não tem muito a ver comigo. Achei que ia aprender a gostar, apesar do curso ser realmente maravilhoso, porque sim, é um baita profissão. Queria muito arquitetura, no início do ano passado, e acabei mudando. Mas eai, gostaria de saber se ti optou por Odonto mesmo! Beijos

Responder
Bela Hanajima 03-11-2014

Agora estou fazendo Odontologia, tô gostando.
O meu maior problema é que a única profissão que é o meu sonho realmente é ser escritora, ter livros publicados, mas eu prefiro fazer isso e ter um plano B, já que ser escritora não dá dinheiro no Brasil. :/
Eu gosto de muitas profissões e uma delas é Arquitetura e a outra, Odontologia. Só parei com a Arquitetura mesmo por causa da minha coluna, não tava aguentando de dor, não conseguia nem me imaginar fazendo os projetos todos que o curso pede com tanta dor… Infelizmente porque adoro esse curso também. 🙁
A faculdade de Arquitetura é muito difícil, mas se é o que quer fazer, sugiro que faça, só tentando que você vai saber se é o que realmente quer.

Responder
14 bons acontecimentos de 2014 – Bela Hanajima 30-12-2014

[…] mais vontade de levantar da cama e ir à faculdade. Bom, disse um pouco mais sobre a mudança nesse post, caso queira saber mais. Mas, sim, mudar me fez muito bem, pras minhas costas principalmente. […]

Responder

Comentar






*Para que sua foto apareça aqui é necessário que você tenha uma conta no Gravatar.
*Sem spam e sem xingamentos nos comentários.