Fazendo Belices » Arquivo Au revoir, FAU. - Fazendo Belices
Voltando ao youtube e ao blog! \o/
Os dramas do Desafio Méliuz
Visto hoje às 19:45

Em 17 de janeiro de 2014
vida category image

images

Hoje fui fazer o pedido de trancamento de matrícula lá na UFRJ. Senti um misto de nó na garganta, dor no coração e – já – saudades. Foram dois anos tentando – e muito – continuar no curso, já que Arquitetura é uma coisa pela qual eu tenho uma paixão imensa, desde criança.

Desde o primeiro período, toda vez que ia fazer alguma maquete ou planta, já sentia dores nas costas – fracas, mas que incomodavam -, mas achava que era só por ficar muito tempo sentada e que eu me acostumaria logo. Mas não me acostumei. Com o passar do tempo, a dor só ia aumentando, me deixando cada vez mais desanimada e chateada. Ir à faculdade me torturava física e mentalmente já que , com sorte, era  1: 30h para ir e voltar todo dia e, além disso, não conseguia fazer os trabalhos nem terminar a tempo por causa da dor.

Um semestre eu resolvi trancar porque as dores estavam insuportáveis e porque eu estava frustrada, não conseguia terminar nenhuma maquete nem planta! Sempre atrasava os trabalhos e nem tempo de ir ao médico ver o que estava havendo eu tinha, porque passava todas as horas livres tentando fazer os trabalhos. Assim que tranquei, fui ao médico e começamos um tratamento. O tempo “parada” me fez melhorar significantemente, então destranquei a faculdade e tudo voltou. Voltei ao médico e descobri o que tinha: Radiculopatia dorsolombar Dorsolombalgia crônica. Na verdade, não descobri o que era, descobri o nome do que era. haha

Depois de conversar bastante com meu ortopedista, ele me aconselhou a trancar a faculdade enquanto o tratamento do primeiro ano está sendo realizado, assim eu não sentiria dor e isso me ajudaria a “melhorar” mais rápido – entre aspas porque a dor é crônica, então eu nunca vou melhorar de verdade – e que sssim que a musculatura das minhas costas estivesse mais forte, eu poderia voltar à faculdade sem muitos problemas – assim espero que aconteça.

Eu já estou com saudades e com aquela dorzinha no peito porque a FAU é praticamente uma segunda casa pra mim. Eu chegava a passar mais tempo lá que na minha própria casa. Vou sentir saudades enquanto estiver longe.

Eu escrevi esse post ao som de Green Day, Good Riddance (Time of Your Life), achei muito propício ao momento que estou vivendo. haha







Comentar






*Para que sua foto apareça aqui é necessário que você tenha uma conta no Gravatar.
*Sem spam e sem xingamentos nos comentários.